Galáxia semelhante à Via Láctea encontrada há 12 bilhões de anos-luz

ANÚNCIO

Nossa galáxia, a Via Láctea, tem uma certa semelhança em um lugar improvável: o universo primitivo.

Galaxia está a mais de 12 bilhões de anos-luz

Os astrônomos usaram o ALMA, ou Atacama Large Millimeter / submillimetre Array de telescópios, com base no Chile, para encontrar a galáxia localizada a mais de 12 bilhões de anos-luz da nossa.

ANÚNCIO

Isso significa que a luz desta galáxia viajou por mais de 12 bilhões de anos para chegar até nós, então estamos vendo a galáxia como ela apareceu quando o universo tinha apenas 1,4 bilhão de anos.

Galáxia semelhante à Via Láctea encontrada há 12 bilhões de anos-luz
Foto:(reprodução/internet)

A imagem da galáxia do telescópio e o estudo que a acompanha foi publicado na revista Nature.

Descoberta pode mudar o entendimento da formação das galáxias

Durante os tumultuosos primeiros anos do universo, as galáxias provavelmente eram tão instáveis ​​quanto se formaram, sem a estrutura associada a galáxias mais antigas, como a Via Láctea.

ANÚNCIO

Mas a imagem desta galáxia desafia essa teoria e pode mudar a forma como os astrônomos entendem a formação de galáxias, bem como os primeiros dias do universo.

Este resultado representa um avanço no campo da formação de galáxias, mostrando que as estruturas que observamos em galáxias espirais próximas e em nossa Via Láctea já existiam 12 bilhões de anos atrás”, disse Francesca Rizzo, autora do estudo e pós-doutoranda no Instituto Max Planck de Astrofísica da Alemanha, em comunicado.

Similaridades com a Via Láctea

A galáxia, chamada SPT0418-47, tem duas marcas registradas de nossa galáxia, incluindo sua estrutura semelhante a um disco giratório, bem como a protuberância, ou grande grupo de estrelas encurraladas em torno do centro da galáxia.

Galáxia semelhante à Via Láctea encontrada há 12 bilhões de anos-luz
Foto:(reprodução/internet)

Esta protuberância de estrelas nunca foi vista tão longe na história do universo.

A equipe de pesquisa reconstruiu a verdadeira forma da galáxia distante, mostrada aqui, e o movimento de seu gás a partir dos dados do ALMA, usando uma nova técnica de modelagem por computador.

“A grande surpresa foi descobrir que esta galáxia é na verdade bastante semelhante às galáxias próximas, contrariando todas as expectativas dos modelos e observações anteriores, menos detalhadas”, disse Filippo Fraternali em comunicado, co-autor do estudo e professor de dinâmica de gases e evolução de galáxias no Instituto Astronômico Kapteyn da Universidade de Groningen, na Holanda.

Técnica de estudo utilizada permite cientistas voltarem no tempo

O estudo desta galáxia permite aos astrônomos essencialmente espiar no tempo, quando o universo tinha 10 por cento de sua idade atual.

Dada a distância desta galáxia, os pesquisadores usaram uma técnica chamada lente gravitacional enquanto observavam com o ALMA.

Isso usa a gravidade de galáxias próximas para ampliar galáxias distantes, dobrando sua luz.

Computadores auxiliam na visualização das imagens obtidas

Devido às lentes gravitacionais, a imagem mostra SPT0418-47 como um anel de luz ao redor de outra galáxia.

A modelagem por computador ajudou os pesquisadores a reconstruir a forma real da galáxia.

Galáxia semelhante à Via Láctea encontrada há 12 bilhões de anos-luz
Foto:(reprodução/internet)

“Quando vi a imagem reconstruída do SPT0418-47 pela primeira vez, não pude acreditar: um baú do tesouro estava se abrindo”, disse Rizzo.

 

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: 9news

ANÚNCIO