Floresta Amazônica sofre o pior começo de temporada de incêndios da última década

ANÚNCIO

A Amazônia sofreu o pior início da temporada de incêndios em uma década, com mais de 10.000 incêndios avistados nos primeiros 10 dias de agosto.

Aumento progressivo das queimadas

Os 10.136 incêndios detectados na Amazônia representam um aumento de 17% em relação aos 8.669 incêndios registrados no mesmo período no ano passado, descobriu uma análise de dados do Greenpeace.

ANÚNCIO

Este é o pior início de agosto na Amazônia desde 2010, quando 11.280 foram registrados em meio a uma forte seca.

Floresta Amazônica sofre o pior começo de temporada de incêndios da última década
Foto:(reprodução/internet)
Floresta Amazônica sofre o pior começo de temporada de incêndios da última década
Foto:(reprodução/internet)

No mês passado, os incêndios também aumentaram 28% em relação a julho do ano passado. Ane Alencar, diretora de ciência do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), teme que a floresta tropical possa entrar em uma ‘temporada de queimadas catastróficas’.

Governo brasileiro age com descaso diante dos dados

Christian Poirier, diretor do programa Amazon Watch, acredita que a pandemia pode estar piorando a situação, com orçamentos e prevenção rotineira de crimes tão baixos em relação aos anos anteriores.

ANÚNCIO

Ele disse: Grileiros não trabalham de casa, madeireiros ilegais não trabalham de casa”.

Floresta Amazônica sofre o pior começo de temporada de incêndios da última década
Foto:(reprodução/internet)

Leia também: Califórnia clama por ajuda australiana para enfrentar os fortes incêndios que atormentam o estado

“Eles estão lá fora no meio de uma pandemia que ainda está destruindo essas florestas, ainda invadindo territórios indígenas com impunidade desenfreada e os povos indígenas têm menos capacidade de responder”.

No entanto, o presidente de extrema direita do Brasil, Jair Bolsonaro, negou o aumento dos incêndios – apesar das evidências estatísticas e visuais em contrário.

Presidente desqualifica o trabalho dos pesquisadores

Em declarações a outros líderes sul-americanos no dia 11 do mês passado, ele disse que os incêndios eram uma ‘mentira’ e desafiou representantes estrangeiros a sobrevoar a Amazônia, alegando que não veriam uma única chama.

Segundo a Reuters, ele disse: “Eles não vão encontrar nenhum ponto de fogo, nem um quarto de hectare desmatado”.

Floresta Amazônica sofre o pior começo de temporada de incêndios da última década
Foto:(reprodução/internet)

“Essa história de que a Amazônia está pegando fogo é mentira e devemos combatê-la com números verdadeiros”.

Muitos dos focos de incêndio foram criminosos

A sugestão dos novos dados de que a temporada de incêndios deste ano poderia ser pior que a do ano passado é profundamente preocupante, dada a devastação que vimos em 2019 – que foi tão forte que houve um pico de crianças em tratamento de problemas respiratórios causados ​​pela fumaça no Brasil.

Os incêndios florestais ocorrem naturalmente entre julho e outubro, mas acredita-se que muitos dos incêndios tenham sido iniciados por fazendeiros e madeireiros limpando terras para plantações ou pasto.

Floresta Amazônica sofre o pior começo de temporada de incêndios da última década
Foto:(reprodução/internet)
Floresta Amazônica sofre o pior começo de temporada de incêndios da última década
Foto:(reprodução/internet)

Os incêndios de 2019 geraram alvoroço internacional, pois como a maior floresta tropical do planeta, a Amazônia desempenha um papel vital no armazenamento de carbono e ajudando a reduzir os efeitos das emissões que aceleram as mudanças climáticas – daí o seu apelido, ‘os pulmões da Terra’.

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: Ladbible

ANÚNCIO