Saiba como montar um e-commerce e poder trabalhar online

Como fazer uma renda extra?

 A taxa de desemprego nesses últimos anos tem crescido, e com isso tem se desenvolvido muitos empreendedores. Um e-commerce é uma das melhores soluções para quem faz parte dessa taxa.

 Um e-commerce é uma loja totalmente virtual, que permite a venda de produtos na internet. Mesmo sendo uma loja virtual, um e-commerce tem a mesma logística de uma loja física. 

e-commerce
Foto: (reprodução/internet)

 É importante ter em mente que não será um trabalho fácil, muito menos rápido. É preciso ter capacitação, preparação, planejamento e conhecimento do mercado.

 uma loja virtual é a resposta para sua dúvida “como ganhar um dinheiro extra, sem investir muito e ainda fazer uma renda extra?”. Como em tudo na nossa vida, um e-commerce precisa de muita dedicação, durante todo esse artigo, mostrarei dicas importantes para começar a ganhar dinheiro online com um e-commerce.

Como fazer um e-commerce e ganhar dinheiro online?

 Existem 2 passos fundamentais: marketing digital e planejamento.

ANÚNCIO
  • Marketing Digital

 Definir qual será suas ações no marketing digital é um dos passos mais importantes, pois te ajuda a escolher qual produto você irá vender, qual plataforma e site de hospedagem irão usar e etc.

 É significativo que invista no marketing digital. Sem marketing, sem lucro. 

Alguns pontos importantes do marketing digital.

  1. Criação de conteúdo: uma das maneiras de potencializar seus visitantes é criando conteúdo. Basicamente é criar conteúdo que sejam relevantes para seus clientes e que faça sentido para sua marca, seja por meio de imagens, textos ou vídeos. Essa estratégia é muito usada por ser eficiente e barata.
  2. Redes sociais: as redes sociais são canais para sua criação de conteúdo. Publique no Instagram, Facebook, Twitte e etc. e comece a construir sua marca.
  3. Métrica: o Google Analytics é um programa gratuito do Google, onde ele analisa tudo sobre seu site. É fundamental para que possa tomar decisões no futuro, porém não meça tópicos demais. Métrica boa tem que ser importante, fácil de se entender, facilmente mensurável e levar a ações positivas.  
  4. Conversão de clientes: depois de criar conteúdo, usar o canal que tem mais haver com sua loja virtual e saber mensurar seus crescimentos, está na hora de converter seus visitantes em potenciais clientes.
  5. E-mail: é importante que seu site te traga informações sobre seus clientes. Com isso é possível criar e-mails mais atraentes para seus futuros ou já clientes. O e-mail é a maior ferramenta para vendas, tenha uma lista de e-mails a fim de poder vender a eles novamente. Tenha cuidado para não mandar e-mails com muita frequência, pois pode cair na caixa de spam.
  6. Público alvo: saber qual é seu público alvo é de extrema importância. Com essa informação saberá quais produto seus clientes são mais interessando, o tem mais haver com eles, te ajudara a criar conteúdo mais específicos. Idade, gênero, classe social, estado, pais e etc. São tópicos para descobrir qual é seu público alvo.
  • Planejamento

 Pense em tudo que envolva sua loja virtual e coloque tudo no papel. Crie metas com datas e custo de investimento. Tenha um nicho de mercado, evita que sua loja virtual tenha concorrentes grandes que já estão no mercado a muito tempo. Vista pegar um mercado inexplorado que posse ser promissor.

Alguns pontos importantes do planejamento

  1. Plataforma de e-commerce: não precisa entender de programa para montar uma plataforma de vendas. Existe muitos sites de hospedagem que proporcionam inúmeros modelos para sua loja virtual. Toda sua loja virtual será montada a partir do site, tendo isso em mente, é importante que escolha uma de qualidade e flexível. Não escolha plataformas baratas, porem limitadas, isso impede o crescimento da sua loja. Pesquise muito antes de decidir qual plataforma irá usar. 
     
  2. Formas de pagamento online: receber o pagamento é uma parte importante para o desenvolvimento do seu. Para quem está começando é recomendado usar um intermediador. Os intermediadores assumem a responsabilidade do risco de fraude. Geralmente existe uma taxa variável de vendas e uma fixa por transição.
  3. Logística: errar na hora da entrega causa uma mancha na sua marca, trazendo um feedback ruim. Por isso que pensar na logística de entrega do seu produto é importante. Certifique-se que a entrega ocorrera dentro do prazo. Os correios é o meio mais viável, porem seu produto pode ser prejudicado, e tem um limite de 30kg. As transportadoras não tem risco do seu produto ser prejudicado, e não tem limite de peso.
  4. Legislação: depois da publicação da Nova Lei do e-commerce, o lojista não pode se esquecer das regras na sua loja virtual. É recomendado que leia atentamente todas as regras, de forma que evite um processo jurídicos.
ANÚNCIO