YouTube e Netflix diminuem a qualidade do stream devido à grande demanda de usuários na pandemia

ANÚNCIO

O YouTube se juntou à Netflix para concordar em limitar a qualidade do stream de vídeo em um esforço para aliviar a pressão sobre os provedores de internet durante o surto do coronavírus.

Plataformas adicionais ajudarão no aumento de tráfego na rede

Os provedores de serviços de Internet estão se preparando para aumentos no tráfego da Internet, já que as pessoas no Reino Unido procuram trabalhar em casa e se isolar, enquanto outras partes da Europa estão sujeitas a bloqueios.

ANÚNCIO

O esquema para aliviar a pressão sobre os provedores partiu do comissário europeu para o mercado interno e serviços, Thierry Breton, que solicitou plataformas para ajudar a infraestrutura a lidar com qualquer aumento de uso potencial.

Na quinta-feira, a Netflix disse que espera que seu limite – que vai durar 30 dias – corte o tráfego de rede em cerca de 25 por cento.

YouTube e Netflix diminuem a qualidade do stream devido à grande demanda de usuários na pandemia
Foto:(reprodução/internet)

A mudança de comportamento do usuário está na forma do uso

O YouTube disse que seu esquema verá a qualidade do vídeo limitada à definição padrão, também por um período de 30 dias.

ANÚNCIO

A empresa disse que até agora viu poucas mudanças nos picos de uso, em vez disso, observou principalmente mudanças nos padrões de uso com mais pessoas em casa, com o uso se expandindo por mais horas.

YouTube Data API | Google Developers
Foto:(reprodução/internet)

“Embora tenhamos visto apenas alguns picos de uso, temos medidas em vigor para ajustar automaticamente nosso sistema para usar menos capacidade de rede”.

“Continuaremos nosso trabalho para minimizar o estresse no sistema e, ao mesmo tempo, oferecer uma boa experiência ao usuário”.

Ajuda no combate ao coronavírus

O Google disse que seu presidente-executivo, Sundar Pichai, e a chefe do YouTube, Susan Wojcicki, discutiram como a gigante da tecnologia poderia colaborar ainda mais durante a pandemia do coronavírus com Breton.

O YouTube também confirmou que estava introduzindo uma nova área em sua página inicial dedicada a notícias sobre a Covid-19 de fontes confiáveis.

“As pessoas estão vindo ao YouTube para encontrar notícias confiáveis, conteúdo de aprendizagem e fazer conexões durante esses tempos incertos”, disse uma porta-voz da plataforma de vídeo.

“Estamos em conversas contínuas com os reguladores (incluindo Ofcom), governos e operadoras de rede em toda a Europa e estamos assumindo o compromisso de deixar temporariamente de lado todo o tráfego no Reino Unido e na UE com a definição padrão”.

 

 

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: 9news

ANÚNCIO