Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste

ANÚNCIO

Um protótipo do avião Flying-V completou um voo de teste.

Universidade e empresa de aviação unem esforços

A nova aeronave é baseada na guitarra Gibson de mesmo nome e, graças a uma forma aerodinâmica aprimorada e peso reduzido, pode reduzir o consumo de combustível em 20 por cento em comparação com uma aeronave convencional.

ANÚNCIO

O conceito foi desenvolvido por uma equipe de pesquisadores da Delft Technology University na Holanda e está sendo apoiado financeiramente pela companhia aérea holandesa KLM.

Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)

Planos para um voo de teste estão em andamento há algum tempo e agora um modelo foi finalmente enviado aos céus pela primeira vez, para ver como reage com os elementos.

Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)
Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)

O sucesso do voo teste

O voo de teste foi realizado no mês passado em um aeroporto na Alemanha, por meio de um controle remoto em solo – e foi um grande sucesso.

ANÚNCIO

No vídeo, Malcolm Brown, engenheiro-chefe da TU Delft para o programa de testes do Flying-V, diz: “Foram dois anos de trabalho intenso e estressante para chegar a este momento”.

Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)

“E depois ter a confirmação de que voa, todo aquele trabalho duro … valeu a pena dedicar todas as horas, certificando-se de que tudo está correto e construído com precisão. E vale a pena”.

Um pequeno detalhe

“Acho que estamos todos felizes por termos tido sucesso e alcançado o objetivo de voar no Flying-V.

Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)
Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)
Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Flying-V

Agora, nem tudo correu bem para o teste. A equipe de engenheiros afirmou que embora o voo tenha corrido bem, a aterrissagem não correu de acordo com o planeado.

Em resposta a um comentário no YouTube, um porta-voz da KLM disse que os reparos estavam sendo feitos antes de testes futuros.

Erro completamente aceitável

Eles disseram: “O modelo Flying-V teve uma aterrissagem um tanto difícil e a roda do nariz foi danificada”.

“Isso ocorreu devido a uma rajada de vento e à resposta do piloto a isso”.

Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)
Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)

Leia também: Retorno de voos supersônicos na aviação comercial

“Esta é uma prática comum com voos de teste de modelo em escala (estima-se que uma em cada duas aeronaves em escala seja danificada dessa forma). O modelo agora está sendo reparado e preparado para voos de teste subsequentes”.

Apesar do pouso acidentado, as coisas certamente estão melhorando para o Flying-V.

Aviação sustentável

Em declarações à CNN no ano passado, o líder do projeto Roelof Vos disse que sua equipe estava procurando uma maneira de melhorar os problemas ambientais que enfrentamos atualmente.

Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)

Ele disse ao canal: “A indústria ainda está crescendo, então realmente precisamos olhar para aviões mais sustentáveis. Não podemos simplesmente eletrificar toda a frota, pois os aviões eletrificados ficam muito pesados ​​e você não pode levar pessoas através do Atlântico com aviões elétricos – não agora, não em 30 anos”.

Protótipo de avião Flying-V conclui voo de teste
Foto:(reprodução/internet)

“Portanto, temos que criar novas tecnologias que reduzam o consumo de combustível de uma maneira diferente. Temos pilotado esses aviões de tubo e asa por décadas, mas parece que a configuração está atingindo um patamar em termos de eficiência energética”.

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: Ladbible

ANÚNCIO