Milhares de presos na Rússia após protestos contra o presidente

A polícia russa prendeu mais de 4.000 pessoas durante um protesto massivo em todo o país contra a prisão do líder da oposição Alexey Navalny.

Manifestações se estendem até Moscou

Os russos foram às ruas em massa nas cidades no fim de semana para exigir que as autoridades libertem o crítico de Putin.

Os protestos começaram no extremo leste do país, com vídeos postados nas redes sociais mostrando manifestantes dançando e gritando ‘Putin é um ladrão’ e ‘Liberdade para a Rússia’.

Milhares de presos na Rússia após protestos contra o presidente
Foto:(reprodução/internet)

As manifestações eventualmente se espalharam para o oeste até chegar a Moscou, que viu uma demonstração massiva de apoio. Cerca de 1.000 pessoas sozinhas foram detidas na capital no domingo. Teve até um cara vestido de Batman que foi preso.

Em um esforço para impedir o movimento dos protestos, as autoridades fecharam sete estações de metrô na capital e os pedestres tiveram sua movimentação limitada no centro da cidade, segundo a Al Jazeera.

Milhares de presos na Rússia após protestos contra o presidente
Foto:(reprodução/internet)

Violação da ordem civil

O irmão e a esposa de Navalny foram alguns dos presos por participarem dos comícios, que foram condenados pelo Kremlin.

A porta-voz do Ministério do Interior, Irina Volk, disse: “Nas atuais circunstâncias, o risco dos protestos … provocações está aumentando e seu objetivo é violar a ordem civil”.

Milhares de presos na Rússia após protestos contra o presidente
Foto:(reprodução/internet)

“Nesta situação, a sua segurança pessoal pode estar ameaçada. Recomendamos vivamente que avise os seus filhos menores, outros familiares e conhecidos de participarem em eventos não autorizados.

Milhares de presos na Rússia após protestos contra o presidente
Foto:(reprodução/internet)

Cinco meses se recuperando de envenenamento

Navalny está na prisão depois de retornar à sua terra natal em 17 de janeiro. Ele foi envenenado com o que alguns no Ocidente disseram ser um agente nervoso de nível militar que foi colocado em sua cueca por agentes de segurança do estado. Ele voou para a Alemanha para tratamento e levou cinco meses para se recuperar do envenenamento.

O Kremlin negou, mas Navalny ainda foi detido enquanto aguarda o resultado de quatro questões legais que ele diz não terem fundamento.

Milhares de presos na Rússia após protestos contra o presidente
Foto:(reprodução/internet)

O advogado de 44 anos acusou Vladimir Putin de tentativa de homicídio, o que Putin nega e alegou que Navalny faz parte de uma conspiração dos EUA para desacreditá-lo e ao seu governo.

Saúde de um cosmonauta

Desde que foi levado sob custódia, ele disse que está no auge da saúde física e mental e insistiu que não se machucaria na prisão.

“Estou anunciando que não pretendo me enforcar em uma grade de janela ou cortar minhas veias ou garganta com uma colher afiada”, disse ele.

Milhares de presos na Rússia após protestos contra o presidente
Foto:(reprodução/internet)

“Eu uso a escada com muito cuidado. Eles medem minha pressão arterial todos os dias e é como a de um cosmonauta, então um ataque cardíaco repentino está descartado. Eu sei que há muitas pessoas boas fora da minha prisão e que a ajuda virá”.

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: Ladbible