Aos 85 anos, morre ator Flávio Migliaccio no Rio de Janeiro

ANÚNCIO

Morreu aos 85 anos de idade, Flávio Migliaccio, na madrugada da segunda feira dia 4. O ator, produtor, diretor e roteirista brasileiro era muito querido pelo grande público e lembrado por alguns trabalhos bastante memoráveis. Ele era um grande artista do teatro da TV e do cinema.

O artista nasceu em São Paulo no dia 26 de agosto de 1934 e se tornou muito conhecido graças ao seu personagem Tio Maneco dos filmes Aventuras com o Tio Maneco de 1971 e Maneco o Super Tio de 1978. Na TV ele se destacou em primeiro lugar com o seriado infantil Shazan, Sherife e Cia de 1972.

ANÚNCIO

Flávio cresceu no bairro do Brás, oriundo de uma família de 17 irmãos. Somente ele e sua irmã, Dirce Migliaccio, possuíam uma veia artística, investindo na carreira. Com certeza o ator vai deixar muitas saudades e nós vamos falar aqui, um pouco mais sobre a sua carreira e os desdobramentos da sua morte.

Aos 85 anos, morre ator Flávio Migliaccio no Rio de Janeiro
Fonte: reprodução/internet

Saiba mais sobre a trajetória do artista Flávio Migliaccio morto aos 85 anos e entenda as circunstâncias de sua morte a seguir, na continuação deste artigo.

A carreira de Flávio Migliaccio

O ator iniciou a sua carreira no teatro na periferia de São Paulo. Logo no início, ele já descobriu a sua veia cômica. Quando jovem participou de um grupo de teatro da igreja por três anos até chegar a ser ator principal e diretor da companhia.

ANÚNCIO

Com o tempo, Flávio teve que arrumar outras ocupações porque precisava ganhar dinheiro. Nessa época, ele trabalhou como balconista e mecânico. Em 1954, depois de fazer um curso de teatro de um diretor italiano, ele deu um up na sua carreira profissional, estreando no Teatro de Arena.

Aos 25 anos, ele estreou no cinema com o filme O Grande Momento. O ator também trabalhou em outros clássicos do cinema brasileiro, como Cinco Vezes Favela, A hora e a vez de Augusto Matraga, Terra em Transe e Todas as Mulheres do Mundo.

Destaque nas novelas brasileiras

Alguns dos trabalhos de maior destaque do ator em telenovelas, são os seguintes: Perigosas Peruas, Vila Madalena, Rainha da Sucata, Senhora do Destino, A Próxima Vítima e Passione. Ele estrelou na TV no antigo Teatro Tupi em 1958.

Em 1972, Flávio começou a trabalhar na Rede Globo de Televisão e faz a sua primeira estréia no canal no folhetim o Primeiro Amor. No mesmo ano ele faz a série infantil Shazam, Sherife e Cia, no papel de sherife. Daí por diante, a sua carreira só cresce na telinha e Flávio se torna o grande artista reconhecido pela crítica e pelo público.

Aos 85 anos, morre ator Flávio Migliaccio no Rio de Janeiro
Fonte: reprodução/internet

Entenda os desdobramentos da morte de Flávio Migliaccio

Nas primeiras horas da segunda-feira dia 4, o Brasil foi impactado com a notícia da morte do ator. A princípio o relato era que a causa da morte era desconhecida. Depois de algum tempo foi confirmado que a causa da morte era suicídio e o ator deixou inclusive uma carta de despedida.

As informações foram divulgadas pela polícia, que relatou que a carta foi encontrada ao lado do corpo do ator. Em resumo, ele se demonstrava insatisfeito com os rumos que a humanidade estaria tomando, demonstrou insatisfação com o tratamento recebido pelos idosos no Brasil e pediu para que as pessoas “cuidem das crianças”.

O último trabalho do ator em novelas foi no ano passado, na produção global Órfãos da Terra. O ator era casado com Ivone Migliaccio e deixa um filho, Marcelo Migliaccio, de 56 anos, e uma neta Marina Migliaccio, de 24 anos.

ANÚNCIO