Trump segue insistindo no discurso de ilegalidade da eleição presidencial de 2020

Donald Trump atacou (novamente) as eleições nos Estados Unidos e se recusa a acreditar que perdeu para Joe Biden.

Cada passo aumenta mais a margem da derrota

Já se passou um mês desde que os americanos foram às urnas para determinar quem será seu líder nos próximos anos e o candidato democrata foi coroado o vencedor.

Trump lançou várias ações legais, recontagens e investigações para ver se a votação de 2020 pode ser virada a seu favor.

Trump segue insistindo no discurso de ilegalidade da eleição presidencial de 2020
Foto:(reprodução/internet)

Todas, até agora, foram bloqueadas, reprovadas ou acabaram dando mais votos a Biden.

Trump evidencia seu desespero

Ele divulgou um vídeo de 46 minutos que novamente alegou – sem evidências – fraude eleitoral generalizada.

O presidente disse: “Esta eleição foi fraudada. Todo mundo sabe disso. Não me importo se perder uma eleição, mas quero perder uma eleição justa e direta. O que não quero é que seja roubado do Povo americano”.

É estatisticamente impossível que a pessoa – eu – que liderou o ataque tenha perdido“.

Leia também: Trump sofre mais uma baixa

Sem provas segue cada vez mais isolado

“As maiores pesquisas, as verdadeiras pesquisas – não aquelas que nos fizeram perder 17 pontos em Wisconsin quando realmente vencemos, enquanto aquelas que nos fizeram perder quatro ou cinco pontos na Flórida e nós vencemos por muitos pontos ou até mesmo nos fizeram perder Texas, e nós ganhamos por muito – não aquelas pesquisas, mas pesquisas de verdade que são justas e honestas”.

Trump segue insistindo no discurso de ilegalidade da eleição presidencial de 2020
Foto:(reprodução/internet)

“Não podemos entender uma coisa assim: nunca aconteceu antes de você liderar o país à vitória e você foi o único que foi perdido. Não é possível”.

Ele ainda não foi capaz de provar que foi fraudado e até mesmo seu procurador-geral, William Barr, disse que não há evidências de fraude eleitoral generalizada.

Enquanto isso Biden arranca elogios

Trump também indicou que planeja fazer outra tentativa na Casa Branca quando as eleições de 2024 chegarem.

Trump segue insistindo no discurso de ilegalidade da eleição presidencial de 2020
Foto:(reprodução/internet)

Ele deu uma festa na Casa Branca esta semana, com muitos participantes vistos em um vídeo do evento sem máscaras, e disse a todos que o governo Trump ainda não acabou. Discursou: “Foram quatro anos incríveis. Estamos tentando fazer mais quatro anos. Caso contrário, vejo você em quatro anos”.

O presidente eleito Joe Biden já começou seu trabalho e foi elogiado por seus planos para reverter a proibição de Trump de permitir que pessoas transgênero sirvam nas forças armadas.

Trump segue insistindo no discurso de ilegalidade da eleição presidencial de 2020
Foto:(reprodução/internet)

De acordo com a ABC News, um documento político revelou que a campanha de Biden disse que Trump e o vice-presidente Mike Pence odiaram os indivíduos LGBTQ + e revogaram as proteções críticas’.

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: Ladbible