Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos

Os arqueólogos descobriram uma múmia que tinha uma língua feita de ouro maciço.

Acreditavam que os mortos falariam com Osíris

A descoberta foi feita em um cemitério de 2.000 anos em Taposiris Magna – uma cidade estabelecida pelo Faraó Ptolomeu II Filadelfo entre 280 e 270 AC.

A equipe de arqueólogos acha que a língua da pessoa foi substituída por uma joia porque os governantes antigos acreditavam que ela permitiria aos mortos falar com Osíris, também conhecido como o Deus dos mortos, assim que morressem.

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

Esta escavação está sendo conduzida pela Universidade de Santo Domingo, que tem pessoas trabalhando no local há quase uma década.

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

Arqueólogos descobrem outras 27 tumbas

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

A múmia foi encontrada ao lado de outros 15 túmulos que provavelmente datam do mesmo período.

Duas das múmias foram encontradas com os restos de pergaminhos, que os estudiosos ainda estão analisando. A cartonagem (revestimento) de uma dessas duas múmias também continha decorações douradas dedicadas a Osíris.

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)
Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

Em setembro, os arqueólogos descobriram 27 tumbas egípcias, que se acredita serem as maiores de seu tipo.

Sarcófagos nunca haviam sido abertos

Na época, o Ministério da Antiguidade do Egito disse em um comunicado: “Os estudos iniciais indicam que esses caixões estão completamente fechados e não foram abertos desde que foram enterrados”.

Leia também: É encontrado na Sibéria o esqueleto de um casal de guerreiros com 2.500 anos

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

As fotos do local mostram os caixões bem preservados que foram pintados com cores. Eles são feitos de madeira e existem outros artefatos menores ao seu redor. A descoberta foi feita depois que uma equipe cavou 11 metros no solo.

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

A maior descoberta desde 2019

Uma semana antes de os túmulos serem encontrados, os arqueólogos encontraram caixões que permaneceram selados. O Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito disse que os caixões foram encontrados empilhados uns sobre os outros e foram descobertos 11 metros abaixo do solo.

Khaled Al-Anani, ministro do Ministério de Turismo e Antiguidades egípcio, escreveu no Twitter: “[É] uma sensação indescritível quando você testemunha uma nova descoberta arqueológica”.

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

Eles são a maior descoberta em Saqqara desde 2019, quando 30 caixões foram descobertos em um esconderijo no cemitério Al-Assasif, dentro da necrópole.

Saggara, o grande cemitério do Egito Antigo

Múmia com língua de ouro é encontrada em cemitério de 2000 anos
Foto:(reprodução/internet)

De acordo com o Science Alert, os especialistas acreditam que Saqqara serviu como o grande cemitério de Memphis, que costumava ser a capital do antigo Egito.

Por 3.000 anos, os egípcios colocaram seus mortos dentro do enorme cemitério, bem como seus pertences valiosos e seus animais mumificados.

Eles também encontraram não apenas alta nobreza dentro dos caixões no passado, mas também pessoas da classe média ou trabalhadora.

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: Ladbible