Celular cai de avião, não quebra e a câmera ainda registra tudo

Embora muitos de nossos telefones não suportem a queda de um metro do bolso, o dispositivo de um homem conseguiu sobreviver sendo derrubado da janela de um avião no Brasil – mais tarde encontrado via GPS com nada além de alguns arranhões.

Um pequeno descuido

Segundo o jornal brasileiro G1, o cineasta Ernesto Galiotto estava sobrevoando uma praia de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, para um de seus projetos.

Ele estava usando seu iPhone 6s para tirar fotos através de uma pequena janela ao lado de seu assento, segurando cuidadosamente com as duas mãos enquanto tirava fotos.

Celular cai de avião, não quebra e a câmera ainda registra tudo
Foto:(reprodução/internet)
Celular cai de avião, não quebra e a câmera ainda registra tudo
Foto:(reprodução/internet)

No entanto, quando ele parou de segurar com uma de suas mãos para gesticular para o piloto, ventos fortes arrancaram o telefone de sua mão e o jogaram pelo ar.

Celular continua gravação por 12 horas

A filmagem foi compartilhada no YouTube, com a legenda explicando: “Durante um vôo sobre a Praia do Peró, em Cabo Frio / RJ, o celular do ambientalista Ernesto Galiotto caiu pela janela e filmou toda a queda”.

Celular cai de avião, não quebra e a câmera ainda registra tudo
Foto:(reprodução/internet)

“O mais interessante é que ficou até o dia seguinte, quase 12h direto. E foi encontrado graças ao serviço de GPS”.

O G1 informa que Galiotto voou a cerca de 300 metros por motivos de trabalho, marcando a renovação do Selo Internacional Bandeira Azul, símbolo internacional que reconhece a qualidade ambiental da praia.

Celular cai de avião, não quebra e a câmera ainda registra tudo
Foto:(reprodução/internet)

Galiotto descreve a situação

Um evento foi cancelado para evitar a coroação e foi substituído por uma cerimônia restrita.

Galiotto disse à agência: “Eu tinha programado o vôo com dois aviões. Quando soube que ela [a bandeira] não seria prorrogada, descartei a decolagem do outro e decolei com apenas um. Mas, como a bandeira não subiu, o celular caiu”.

Celular cai de avião, não quebra e a câmera ainda registra tudo
Foto:(reprodução/internet)

Leia também: Mulher assiste seu VW Camper de 60.000 Euros ser engolido pela maré

Ele continuou: “Em 15 segundos, [o dispositivo] atingiu o solo. [Estava] a cerca de 200 metros da água […]”

“[Caiu] às 11h10 da sexta-feira. [Caiu] com a tela para baixo e continuou filmando por uma hora e meia. Acho que o sol recarregou, porque quando chegamos para nos recuperar, ainda tinha 16% de carga ligada Sábado, por volta das 8h50″.

Tudo certo no final

A princípio Galiotto pensou que ele havia caído na água ou temeu que pudesse ter atingido alguém, mas, para sua surpresa, conseguiu localizá-lo com segurança.

Ele continuou: “Eu tinha fé que iria recuperá-lo. Pensei: ‘Se não cair na água, vamos encontrá-lo'”.

Surpreendentemente, o telefone não apenas sobreviveu à queda do avião – protegido apenas por uma capa de silicone comum e um protetor de tela – mas Galiotto também acabou gravando sua queda, embora a filmagem seja apenas um grande borrão, pois ficava girando no ar.

Ele finalmente o rastreou por meio de seu serviço GPS com a ajuda de um técnico de informática chamado Victor de Oliveira Tostes e um amigo.

Traduzido e adaptado por equipe Jovem Online
Fonte: Ladbible